Tecnologia do Blogger.

sábado, 28 de janeiro de 2017

SEU CABO, VÁ DESARMAR AQUELE INDIVÍDUO CHICO NITÃO!






Piancó é cidade ilustre e não é de graça. Foi lá que a Coluna Prestes travou o único grande combate no Nordeste, morrendo, entre outros, o padre Aristides, comandante da resistência.
O batalhão da Coluna estava sob o comando de um tenente baixinho e valente: Cordeiro de Farias. 

João Pereira Gomes, promotor, começou carreira em Piancó. Na feira, passava o coronel Chico Nitão: 2 revólveres na cintura e uma cartucheira na barriga. O promotor chamou o cabo: – Seu cabo, vá desarmar aquele indivíduo. O cabo arregalou os olhos: – Senhor doutor promotor, desarmar logo o coronel Chico Nitão? – E eu quero saber quem é o coronel Chico Nitão? Vá desarmar, é a lei PIANCÓ O cabo foi buscar o delegado, tenente Sobreira, que se espantou: – Doutor promotor, o senhor mandou desarmar o coronel Chico Nitão? – Mandei, tenente. Não me interessa quem seja. É a lei.  – Doutor promotor, o coronel é gente famosa, herói da região, combateu vários grupos cangaceiros, Lampião, Antonio Silvino, até com a Coluna Prestes ele brigou. Ele tem esse privilégio de andar armado. – E eu com isso? É a lei. Vou cumprir a lei. – Doutor promotor, alguns anos atrás apareceu por aqui um promotor igualzinho ao senhor, jovem e homem da lei. Mandou desarmar o coronel Chico Nitão e o coronel respondeu: – Diga ao doutor promotor que as minhas armas só saem da cintura debaixo de festejo. E o promotor morreu. – Bem, tenente, sendo assim, suspenda a operação, que vou à capital conversar com o governador. João Pereira Gomes, promotor e homem da lei, foi à capital e nunca mais voltou a Piancó para desarmar o coronel Chico Nitão. 

Essa história, que Piancó conhece e o saudoso José Américo de Almeida contava, tem 80 anos. É de antes da Revolução de 30. Um tempo muito antigo, de poderes muito atrabiliários. E o Brasil era um País feudal. Hoje, mudou. O Brasil há muitos anos deixou de ser um País feudal para ser um País legal. Tem uma Constituição jovem e moderna. Tem instituições discutidas e aprovadas por uma imensa maioria eleita pela Nação. Não há mais coronel Chico Nitão decidindo o que quer e o que não quer, o que pode e o que não pode. O tempo dos Chico Nitão passou. O Senado precisa decidir se é um Senado Federal ou Senado Feudal. Jornalista Sebastião Nery
←  Anterior Proxima  → Inicio