Tecnologia do Blogger.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

CARNAVAL - PRESERVAÇÃO DE CULTURA - LUTA!

 
 
 
 
 
Vejo com olhares de Cidadania, como grandiosa a sua Proposta e Preocupação sobre a realização do CARNAVAL DE PIANCÓ, inclusive, vejo que o protesto que em nada satisfaz o ego de quem bendiz ou maldiz a atitude coerente que teve, seja aproveitável em nada, absolutamente.
Há muita gente que precisa saber que o Carnaval, não é uma FESTA "per si", é uma TRADIÇÃO imortal para a vida nacional, é um Patrimônio Imaterial do Povo Brasileiro.

Envolvidos no sentimento PURITANO GOVERNAMENTAL propalado pelo TCE/PB, governantes de todas as áreas, têm se pautado por se amedrontarem e terminam por FRUSTRAREM as expectativas populares. Eles sabem que a realização desse EVENTO é mais preponderante do que uma VAQUEJADA que lutaram para derrubar e não conseguiram, e, a luta foi obrigatória, porque aquele tipo de evento, não tinha qualquer proteção pela Lei, é tanto que estão inovando e criando seu fundamento e tem o nosso apoio, não pela conduta que impõe dor ao animal, mas, pela evidente relação com a vida Nordestina.

Igualmente, pessoas que se alegam SANTÍSSIMAS nas razões e impugnam o querer de tantos quantos campeiam o desejo de vê mantida a TRADIÇÃO, que nomina ou exulta o nome do lugar que se mantém de Pé, algo como o CARNAVAL DE PIANCÓ, talvez não encontrem satisfações no que creem para assim se portarem e por isto escolhem formas estranhas para reclamarem bons propósitos de outrens.

Eu, particularmente com o sem as festividades MOMESCAS realizadas pelo Município, voltarei a minha terra naqueles dias, porque é o meu sonho estar no berço em que nasci, nos mais frios instantes, pelo menos, da sua caminhada, mas, protesto pelo melhor e unir forças é o melhor para o Piancó nesta hora.

Os Líderes, independente da posição ou função que exerça têm mesmo esta responsabilidade, podendo se desprender de algo que lhe pertença para beneficiar o seu Povo, principalmente quando o seu "quantum" tem origem na decisão desse Povo. Ora, uma estimativa tão pequena, como a que você trás a tona, com o Prefeito e o Vice doando 30% e os Vereadores rateando os outros 70%, seria apenas R$ 12.000,00 (Prefeito R$ 8.000,00 e Vice R$ 4.000,000) para aqueles e R$ 18.000,00 (Cada vereador R$ 1.637,00) para estes, tudo isto é para uma causa única, uma vez no ano e quem sabe, no mandato inteiro e o restante da Despesa numa luta com a Comunidade seria possível, com certeza.

Não há crise que impeça luta por crescimento, não há falta de recursos que imponha diminuição de capacidade de endividamento do Poder, não há governo que resista sem a força do Povo.

Eu até apoio as razões do Prefeito Daniel pela não realização do Carnaval com Recursos do Município, mas, abraço as propostas que vêm de gente que anda com o Povo feito você. Já emiti antes opinião, pela qual propus que ele mesmo (o Prefeito) e os Blocos, fossem a Sociedade e propusesse isto, uma "cota" social arrecadando fundos para fazer um Carnaval estilo este que você estar a propor, e, que tal se o Puder, no geral, fizesse essa cotização entre si e o restante fosse buscar na Sociedade.

Se precisar de mãos aqui tem duas, uma boca pra falar e ávida de ideias, sem pretensões políticas. Sou Carnavalesco e Filho do Musicista Toinho de Dorinha, não fujo a luta nunca. CARNAVAL É CULTURA, Desenvolvimento e Tradição. CREIO EM DEUS e quero Salvação e sei que quem Condena a ALMA é a ação inconsequente de pessoas e não o encontro delas para viver a vida em Plenitude.

José Carlos de Oliveira

 
←  Anterior Proxima  → Inicio